O blog está passando por reformulações, desculpe o inconveniente.

Oxum - Mitologia Africana | NERD Mitológico

Oxum, a segunda esposa de Xangô, é a deusa da fertilidade, da sexualidade e da sensualidade. Convive também com Ogum, Orumila e Oxossi. Quando todos os Orixás chegaram à terra, realizavam reuniões na qual as mulheres não podiam participar. Oxum ficou furiosa por não poder participar. Para vingar-se, fez as mulheres estéreis e impediu que as decisões dos Orixás fossem bem sucedidas. Desesperados, os Orixás foram pedir ajuda a Olodumaré, contando-lhe que, apesar de todas as boas intenções, as coisas não davam certo. Olodumaré perguntou então se Oxum prticipava das decisões e disse aos Orixás que, sem a presença dela, nenhuma empreitada daria certo. De volta à terra, os Orixás convidaram Oxum para participar das assembléias e, depois de muito pedido, ela aceitou. Depois disto, as mulheres voltaram a ser férteis e os projetos deram bons resultados. 

Reina sobre a água doce, sem a qual a vida na terra seria impossível. Gosta de ouro e aparece sempre como uma mulher elegante, portando jóias maciças. Sua imagem é frequentemente associada à maternidade. As mulheres que querem engravidar invocam sua ajuda e Oxum cuida tanto dos fetos, durante a gravidez, como dos recém-nascidos, até começarem a falar. Sua cor é o amarelo-ouro. Para alguns, isso mostra o prazer que Oxum tem com tudo o que é bonito e caro, pois seu gosto é muito refinado. Mãe da riqueza, Oxum é a alegria das mulheres fecundadas.


Fonte: http://www.seuhistory.com/deuses/panteao/africano/oxum.html

Nenhum comentário