O blog está passando por reformulações, desculpe o inconveniente.

A civilização Medo-Persa | NERD Mitológico


Em torno de 6000. a.C., tribos originárias da Ásia Central, pertencentes a um grupo linguístico comum chamado indo-europeu ou ariano, ocuparam a região do atual planalto do irã. Sua população ampliou consideravelmente graças a novas e seguidas vagas migratórias indo-europeias, intensificadas principalmente por volta de 2000.a.C.


Situada a leste da Mesopotâmia, esta área caracterizava-se pela baixa fertilidade do solo com quase um terço de seu território formado por desertos ou montanhas. A agricultura só era possível, na maior parte da região, com a utilização de técnicas de irrigação artificial.

No século VIII a.C., esses grupos achavam-se organizados em pequenos estados, destacando-se os reinos dos medos, ao sul do mar Cáspio, e dos persas, a leste do golfo Pérsico.

Com capital em Ecbátana, primeiramente ergueu-se o Reino da Média, que chegou a ter algum controle sobre o Reino da Pérsia, destacando-se entre seus primeiros soberanos Dejoces e Fraortes. Estes foram responsáveis pela edificação de um poderoso Estado despótico regional que, com o governante seguinte, Ciáxares, a Média aliou-se à Babilônia na destruição de Nínive e anexou o Império Assírio.

Em meio às disputas e alianças com os vizinhos persas, o sucessor de Ciàxeres acabou destronado por Ciro I, da Pérsia, completando a fusão ao novo Reino da Pérsia ou Aquemênida. Com Ciro I (559 a.C. - 529 a.C>), iniciou-se a dinastia Aquemênida, nome advindo de um ancestral do unificador tido como primeiro rei dos persas, e um expansionismo territorial que levaria a civilização medo-persa a construir um enorme Império.

Ciro I conquistou a Lídia e colônias gregas da Ásia Menor e, a seguir, em 539 a.C., a Babilônia, libertando os judeus do cativeiro, permitindo seu regresso à Palestina. Progressivamente, a Fenícia, a Palestina e a Síria também submeteram-se ao domínio persa, cujo império se estendeu da Ásia menor e costa mediterrânica, no ocidente, à Índia, no oriente.

O domínio de diferentes povos numa única administração era conseguido com uma politica que respeitava as diferenças culturais e religiosas. Diferentemente de impérios anteriores conciliava interesses, permitindo uma autonomia política que disfarçava a sujeição econômica. Foi a hábil aliança do domínio persa com elites locais dos povos integrados ao seu império que, justamente, originou o apelido "O Grande", dado ao imperador Ciro. Este, ao que parece, morreu em 529 a.C. devido a ferimentos contraídos em guerra contra povos nômades da região do mar Cáspio.

Nenhum comentário